sistema-de-freios

É hora de trocar as pastilhas de freio do meu carro?

Os freios são itens primordiais para o conforto e a segurança da viagem. Sem eles, ficaria praticamente impossível conduzir um veículo, já que o risco de acidente seria altíssimo. Assim, prestar atenção no sistema de freios e mantê-los em ordem é a forma mais eficaz de garantir o bem-estar de todos dentro do carro.

 

As pastilhas de freio são as responsáveis pela paralisação das rodas no momento em que o motorista aciona o pedal. Mas, você sabe quando trocar ou qual os cuidados necessários para prolongar a vida útil delas? Então confira abaixo essas e outras informações úteis sobre o funcionamento das pastilhas de freio  e livre-se de uma vez por todas das dúvidas relacionadas a esse assunto.

 

Para entender o sistema de freios

 

Basicamente, um sistema de freios é formado pelo pedal servo freio, cilindro mestre, tubulações do fluído de freio, lonas (tambores) e, finalmente, as pastilhas (discos). É importante saber que alguns veículos possuem tambores nas rodas traseiras e discos nas dianteiras. Em outros casos, por exemplo, as pastilhas podem estar presentes nas quatro rodas do veículo, por isso é recomendado consultar as informações presentes no manual do carro para proceder de forma adequada na manutenção do sistema de freios.

 

 

exemplo-sistema-freios
Exemplo de sistema de freios / Foto: Reprodução

 

Como saber se é hora de trocar as pastilhas de freio?

 

Muita gente não sabe, mas alguns carros vem de fábrica com um dispositivo eletrônico de segurança que permite identificar o fim da vida útil das pastilhas. Desta forma, basta consultá-lo para saber se está ou não na hora de trocar os equipamentos.

 

Se seu carro não possui esse recurso, há outras formas de se detectar as condições das pastilhas. Uma ótima dica é ficar atento ao barulho vindo das rodas. Se ao acionar os freios você perceber um barulho estridente, capaz de chamar a atenção dos carros ao lado, é sinal de que as pastilhas estão gastas. Agora, se esse barulho for parecido com o de dois metais se chocando, corra para o mecânico, pois provavelmente suas pastilhas já chegaram ao fim e os discos estão em atrito.

 

Também é importante ficar de olho no painel do carro. O acionamento da luz de freio pode ser um indício de que algo não está correto no sistema de freios. Ao perceber a luz, pare o carro e procure ajuda.

 

 

Imagem comparativa entre uma pastilha nova e outra já desgastada / Foto: reprodução
Imagem comparativa entre uma pastilha nova e outra já desgastada / Foto: reprodução

 

Cuidados após a troca das pastilhas de freio

 

Assim que você substituir as pastilhas, será necessário “assentá-las”. Mas, o que seria isso? Simples. Sabe quando compramos um sapato novo e ele precisa ser laceado para não machucar o pé? Então, o processo de assentamento funciona da mesma forma, só que com as pastilhas. Especialistas aconselham rodar, em média, 300 km com o carro em ruas e avenidas para concluir o procedimento e enfim poder garantir a segurança do veículo.

 

Recomenda-se, também, checar as pastilhas a cada 5 mil km rodados. A troca efetiva deve ser feita quando elas atingirem 2mm – geralmente após 30 mil km percorridos, mas não é regra, uma vez que o desgaste está diretamente ligado ao tempo de uso do carro. Por exemplo, um carro que roda pouco terá sua troca adiada. Já para quem circula diariamente com o veículo pelas ruas da cidade, é necessário maior atenção e cuidado. É importante também checar o sistema de freios sempre que o carro for para revisão. Afinal, toda precaução é bem-vinda!

 

Agora que você já sabe como funciona e qual o momento de trocar as pastilhas de freio, que tal checar as do seu carro? Aqui na Itaro trabalhamos com as melhores marcas do mercado. E o melhor, você compra o produto e já pode incluir o serviço de instalação no mesmo pedido! Prático, né? Então não perca tempo! Acesse já nosso site e confira esse e muitos outros produtos de primeira para seu carro.